quinta-feira, 9 de julho de 2009

******** Numa ilha ********

Numa ilha

Numa ilha deserta
aprecio a natureza
preservada em sua beleza.
A água transparente
quase intocável,limpa.

Rolo nas marolas
à beira-mar...
Espuma branquinha e macia
cobre meu corpo
com suavidade.

Brinco com conchinhas
e estrelas-do-mar...
Fico com elas a brincar
fazendo desenhos de figuras
na areia à beira-mar.

O vento suave
balançando as árvores
e a sensação de bem-estar
vai pairando no ar...

Eliane Santoro da Costa

Podem ler também:"Energização"

12 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem "Anjinho da Sorte" lá pra vc.

beijooo.

Nely disse...

Olá Fadinha.
Vai ter que me emprestar um par de asinhas para a visitar nessa ilha linda. Também quero rolar na areia e brincar com conchas e estrelas de mar. Ao postar meu Reino de fadas me lembrei muito de voçê e voçê mora lá, em meu reino encantado, com todo o seu brilho e pózinho mágico.
Pegue sua varinha mágica e me chame para a sua ilha, sim?
Beijo de luz.

bemviver disse...

Querida amiga, linda sua poesia, todo o seu sentimento de liberdade está nela,junto com a pureza de sua alma.
Meu carinho BJS.

Filomena disse...

Olá!


Gosto tanto quando visita o meu mundo.

Como eu, gosta do mar.

Também eu apanho conchas e beijinhos, que são uns búzios pequeninos.


Beijinhos Fada Eliane

Canduxa disse...

Querida Amiga Eliane,

Nas asas do vento atravesso o Oceano...
Descubro essa ilha encantada
De água tão transparente...
A lembrança desse momento fica em meu coração.
Obrigado pela viagem!
Meus beijinhos coloridos e cheios de luz

bruxamarytsha disse...

Linda sincronia, senti-me como vc descreve na bela poesia fazeno o mesmo na bela imagem, amei, beijocas

Renata de Aragão Lopes disse...

Além das palavras,
belíssimas imagens.
Um beijo,
Renata
* doce de lira

Maria Emília disse...

Há que aproveitar bem as poucas ilhas que ainda existem com conchinhas, estrelas do mar e espuma branquinha. É um previlégio poder parar numa delas.
Um beijinho,
Maria emília

O Profeta disse...

Ao meu querer!
Dias noites, estações esquecidas
Inventei sonhos para sonhar
Lavei mágoas, dores perdidas

Uma árvore toca as águas da lagoa
O nevoeiro faz desenhos nas cumeeiras
Um Melro negro solta um pio ao acaso
A palavra quero-te diz-se de mil maneiras


Convido-te a ver a Cor da Claridade


Doce beijo

Simplesmente Amor disse...

Quando estamos bem e felizes todo o ar se enche de encantos e perfumes!!!

Um beijo repleto de meu carinho

Flavinha disse...

Ahhhhh! Eu amo tanto o mar! Me sinto assim dentro dele!
Amei como sempre né!
Bjs

Tatiana disse...

Obrigada Eliane...por sua visita!

Deixo uma mensagem que adoro:

"Procurem um grande amor na vida e cultivem-no. Pois, sem amor, a vida se torna um rio sem nascente, um mar sem ondas, uma história sem aventura! Mas, nunca esqueçam, em primeiro lugar tenham um caso de amor consigo mesmos."
Augusto Cury

Beijos com muito carinho